Arquivos do Blog

Hospalhaço – TV Minuto do Metrô de São Paulo

Orgulho em fazer a foto, que mostra meu amigo André, no clipe  que circulou durante meses no metrô aqui em São Paulo e que mostra um pedaço de doação que este menino faz em seu dia a dia, convocando e tentando mexer com os brios de cada um. E consegue. Orgulhe de ser amigo dele. Orgulho por ele ser conhecido pela foto que tirei. 

SEJA UM VOLUNTÁRIO, INDEPENDENTE DO QUE FAÇA, SEJA UM VOLUNTARIO!

 

Clip Clipe ou Eclips

Leandro Bill Iamin, artista, jornalista e ainda menino e amigo:

Grande clipe! Vale prêmio em festival …

Enjoy Folks !

 

MEDO DE SÃO PAULO

FOTOS : RICARDO CARELLI

FOTO: RICARDO CARELLI

FOTO: RICARDO CARELLI

 

FOTO: RICARDO CARELLI

FOTO: RICARDO CARELLI

FOTO: RICARDO CARELLI

Decadência sem Elegância

Fotos e Textos: RICARDO CARELLI


Qual o sentido da vida, se não podemos dividir nossa conquistas com quem é menos afortunado.
O que podemos fazer com nossa própria consciência, se não olhamos para o lado e enxergamos todas as agruras, as maldades que o cotidiano faz nossos pobres irmãos sofrer. É sofrimento demais para crianças, mães e avós. É morte as vezes. Não podemos dormir sem que no final do dia sentiremos um pequeno remorso por ter uma cama quente, um prato de comida e até mesmo uma pessoa para dividir nossos problemas. Que maldade é essa que deixa 15.000 moradores de rua, ao relento, sem teto, sem comida, sem dignidade. Essa é a nossa maldade. Quem tem olhos somente para olhar e não toma atitude, não cumpre suas obrigações como ser humano.


Fique triste sim, mas faça algo de bom.
Fique revoltado sim, mas de um prato de comida a uma criança, ela provavelmente nem sabe o que esta acontecendo e pode morrer de fome ou ser adotada por um traficante.
Tenha pena dos que tem poucos bens, ou não tem dinheiro para gastar.
Eles são nossos irmãos, poderia ser você, e você iria querem, muito, mas muito mesmo que alguém desse um copo de leite para seu filho.


Ricardo Carelli

For those who want to understand and non-Brazilian:

Decadence without Elegance

Photos and Texts: RICARDO CARELLI

What is the meaning of life if we can not share our achievements with those who are less fortunate.

What can we do with our own conscience, if not look to the side and we see all the hardships, the evils which makes our daily life poor brothers suffer. It’s too much suffering for children, mothers and grandmothers. It is Death time. We can not sleep without it at the end of the day feel a little remorse for having awarm bed, a plate of food and even a person to share our problems.

What is this evil that leaves 15,000 residents street, outdoors, homeless, without food, without dignity. This is our wickedness. Who has eyes only to look and not take action, does not meet their obligations as a human being.

Sad yes, but do something good.

Be angry yes, but a plate of food to a child, she probably do not know what is happening and can starve or be adopted by a trafficker. Pity those who have few assets or no money to spend.

They are our brothers, could be you, and you would want, very, very even if someone gave a glass of milk for her child.

Ricardo Carelli

Meu Currículo


Habilidades

 

Especialista em Relacionamento com clientes B2B e B2C

Resumo das Habilidades

Durante os mais de 20 anos de experiência profissional, me especializei no relacionamento com clientes. Atuei em vários nichos de mercado, tais como: Cartões de crédito, turismo, bancário, telecomunicações, etc. Trabalhei na área de atendimento a clientes em praticamente todos os cenários possíveis, como contratante e contratado sendo Cliente, Contratada. Tenho facilidade com tramites e linguagem contratual.

Além do conhecimento adquirido neste período e pelas empresas que trabalhei, o traço mais marcante de meu trabalho é a liderança que exerço frente a meus subordinados e até mesmo meus pares. Com facilidade conquisto o respeito das equipes que gerencio usando o coaching como ferramenta primária na relação, pois acredito na força de um time.


CERTIFICADOS

Meu trabalho é orientado ao resultado, seja através do cumprimento de metas, pela realização plena do plano orçamentário ou pela resiliência adquirida em conjunto à expertise. Possuo conhecimentos na área financeira suficientes para a gestão de uma operação, como montagem de previsão e controle orçamentário e formatação de Business-plan. Sou flexível ao aprendizado e duro na busca de SLAs e entregas no dia a dia.

Por toda minha carreira profissional, fui e sou “inovador”. Fui uma das primeiras pessoas a trabalhar com Atendimento a Clientes por telefone no Brasil, isso em 1987, o que hoje chamamos de SAC, e a partir dai me aprimorei na profissão. Nesta época, poucos acreditavam nos serviços de atendimento ao consumidor.

Participei ativamente de uma das maiores reações que uma empresa (Telefônica) já teve na história deste país fazendo com que a marca saísse de um patamar de aversão pelos clientes para se tornar benchmarking de atendimento, indicado pela Anatel e ganhando vários prêmios com estas ações de mudança, em que fui um dos protagonistas. 2008 – 2010

Por fim, hoje também sou especialista em atendimento através de mídias socias trabalho este, feito em um ambiente extremamente volátil, dinâmico e metamórfico, desconhecido pela grande maioria das empresas, mas comumente visitado por clientes e formadores de opinião. Inovação, pra mim é potenciar e ser motor de competitividade.

 


Histórico Profissional

l  2003-2010 TELESP Telecomunicações de São Paulo – Consultor de Marketing / Gerente de canais de vendas e atendimento – Gestão das operações de Atendimento e Vendas Crosselling do 10315 – Responsável pela implantação de novos projetos e planejamento dentro das operações de atendimento em 5 sites ( São Bernardo, São Paulo (São Bento), Ribeirão Preto, São José dos Campos e Campinas) por 5anos. Gestão de Fornecedores; Controle de performance da operação; Controle Orçamentário; Backup Gerencial; Reports executivos para Diretoria.

Ganho orçamentários no valor de R$2MM na transição das operações Back Office e de atendimento do Portal Telefônica para áreas especialistas, diluindo custos de operação, e melhorando a experiência do cliente com qualidade e tempo de resposta adequados.

Implementação e gestão do atendimento aos clientes em Mídias Sociais, através de ferramentas de busca na Internet e contratações de agencias especializadas. Análise de BI (business Intelligence) e dos relatórios de resolutividade das solicitações via Portal Telefônica (www.telefonica.com.br).

 

l  2001-2003 CVC turismo/FastSolution– Consultor Independente. Serviço de consultoria para implantações Técnicas, operacionais e comerciais em operações de atendimento e de novas lojas.

l  2000-2001 C&A Modas – Coordenador Sênior, Implantação, gestão e desenvolvimento da área de atendimento às vendas por catálogo. Reporte à Diretoria. Gestão dos processos, das pessoas e orçamentária do departamento. Responsável pela gestão de atendimento dos cartões C&A. Responsável pela contratação, treinamento, dimensionamento, vendas e qualidade da operação.

l  1999-2000 Banco Panamericano – keyAccount. Compra de recebíveis de parcelamentos de pacotes turísticos internacionais de grandes contas: CVC, Agaxtur, Vasp, TAM, e AmericamAirLines. Resultado Anual superior a US$15MM de recebíveis antecipados e mais de 150% de metas alcançadas no período. Atendimento personalizado.

l  1988-1998 Credicard S.A. Consultor de Negócios Sênior. Atuação em todos os níveis e processos de atendimento. Operação, Planejamento, Gestão própria, Gestão de empresas contratadas, Treinamento, Contratação, Dimensionamento, Gestão de Monitorias, Qualidade, Campanhas de incentivo, Auditoria, Vendas, Crosseling, Retenção.

Coordenador de operações de antecipação de recebíveis parcelados junto à estabelecimentos comerciais credenciados; Engenharia de produto de turismo, criação do produto de parcelamento de pacotes turísticos nacionais em reais e o modelo de venda destes créditos ao Operador de Turismo com movimentação de US$28MM no primeiro ano. Na Credicard recebi o Service Excellence Award, premiação internacional do Citicorp/Citigroup.


Outras Atividades

–     Jornalista formado pela Universidade Cidade de São Paulo e Repórter Fotográfico, formado pelo curso de fotojornalismo da Cásper Líbero – Freelance especializado em temas relacionados a problemas sociais e temas culturais. Treinamento de jornalismo em áreas de conflito armado pela Cruz Vermelha Internacional em parceria com o Exercito Brasileiro, Policia Militar do Estado de São Paulo e Jornal Folha de São Paulo.

–    Pauta Premiada Revista Carta Capital (fotografias) nº 464 páginas 10 a 15 pela “Becas Avina, Invesigación Periodística para el Desarrollo Sostenible” 2007.

–    Livro (fotografias):Casa De Taipa – O Bairro Paulistano Da Mooca Em Livro-Reportagem – KUNSCH, Dimas – Editora Salesiana – 2006


Histórico Acadêmico 

l  Pós-graduando com MBA em Gestão Empresarial na Fundação Getúlio Vargas FGV. 2010.

l  Bacharel em Comunicação Social, Universidade Cidade de São Paulo, conclusão 2006.


l  Extensão Universitária:

Intensive English Program ELS Language Centers Boston/Massachusetts

Gestão da comunicação mercadológica – Fundação Cásper Líbero

Gestão estratégica de vendas com CRM – FGV

Atendimento ao Cliente – ESPM

Programa de Desenvolvimento em Negociação – USP

Gestão de Projetos – IBTA

Auditor Interno de Sistemas de Qualidade-ISSO9001:9002 BureauVeritas

Gestão de Mudanças – Integração Escola de Negócios



Capital Humano – Cursos In Company

Gestão de equipes l e ll 2008

Gestão de mudança e negociação 2007

Formação de yellow belts – seis sigma 2007

Ação corretiva e preventiva 2006

Auditores internos da qualidade 2005


Premiações 

l  “The Citicorp Service Excellence Award”

l  X Prêmio ABT 2010 (Case de Sucesso – Ouro) – “Telefônica On line em plataformas de mídias sociais” / http://www.premioabt.com.br/?pagina=premio_cases_10

l  Premio Nacional de Telesserviços Case de Sucesso 2010 – Telefônica

l  Prêmio Best Customer Experience – BCX 2010 – Telefonia Fixa.


Profissional certo no lugar certo.

“Contratei Laura há um par de anos. Sua bagagem técnica, somada à sua habilidade para fazer as coisas acontecerem, fez dela a escolha ideal para assumir a posição de gerente de projetos na minha equipe.

Como desperdiçar talentos na empresa sem chamar a atenção

Mudanças À Vista

As coisas mudam. Seis meses mais tarde, a empresa foi reestruturada e minha equipe foi desmantelada e dividida entre várias outras. O time de talento que construí foi incorporado em outras equipes para ajudá-las a crescerem. Laura foi alocada num grupo onde suas habilidades eram realmente demandadas. Ela se encaixou perfeitamente e imediatamente se tornou uma integrante produtiva nesta nova equipe.

E Mais Mudanças…

Mais mudanças. Essa nova equipe foi dissolvida. Seu novo chefe foi demitido. Laura foi transferida para um outro time. Desta vez, ela não se encaixou tão bem no grupo. Outros integrantes da equipe tinham as mesmas habilidades dela, portanto o que ela oferecia era mais redundante do que propriamente um talento único. Seu novo chefe a designou para uma tarefa que não estava alinhada com o seu perfil. Ela se esforçava sobre a mesma, mas não alcançava um desempenho à altura do seu padrão usual.

Semana passada, eu a vi. Laura estava do outro lado do saguão, longe demais para que pudesse falar com ela. Entretanto, sua linguagem corporal falava alto e era muito clara. Sua cabeça estava baixa. Seu sorriso a havia abandonado. Aquela vívida elasticidade sumira de seus movimentos. Mesmo para o nosso estilo casual, suas roupas pareciam pouco profissionais. A mulher talentosa, motivada e vencedora que eu havia contratado havia se transformado numa robô desmotivada.

Sem Mudanças

É realmente triste ver a Laura desta forma. Ela é uma boa mulher e estou seguro que se sente mal por não ter tido habilidade o suficiente para lidar com a tarefa a qual foi designada. Entretanto, Pablo, é pela nossa empresa que me sinto triste. Eles perderam a funcionária brilhante, comprometida, que dá duro e com competência de fazer muitas coisas bem acima da média.

Ao invés de utilizar esta funcionária fora-de-série numa posição onde pudesse se superar, a empresa a deslocou para um lugar onde ela fracassou.  Ao invés de realocá-la de volta para sua posição original ou experimentá-la numa nova função, a empresa a deixou onde está e efetivamente acabou rotulando-a como fracassada. Não tenho duvida alguma que Laura estará em breve numa outra empresa, tão logo consiga encontrar um posição adequada. Ela vai se dar bem lá. É uma profissional  com grande potencial. Nossa empresa não podia se dar o luxo de perder pessoas de talento, mas nós perdemos a Laura… Por enquanto, nós ainda contamos com a sua presença, mas sua essência não está mais conosco.”

Lidando Com Esta Questão

Imagino que você ou vivenciou histórias semelhantes ou ouviu narrativas parecidas… A lição que quero dividir com você é simples. Encontre e recrute as melhores pessoas que puder. Coloque-as nos lugares onde elas podem dar o seu melhor e deixe-as fazer o trabalho para o qual foram contratadas. Ajude seu time a ter êxito e sua empresa terá êxito.  É simples… mas não é fácil.

Conte comigo,

Como todo dia nasce, novo em cada amanhecer!

IMG_8597

Fotos e Montagem: Ricardo Carelli


Como diriam “Os Incríveis”:

…neste ano, quero paz no meu coração, quem quiser ter um amigo, que me dê a mão.

O tempo passa, e com ele caminhamos todos juntos, sem parar. Nossos passos pelo chão vão ficar.

Marcas do que se foi, sonho que vamos ter. Como todo dia nasce, novo em cada amanhecer…

Não é fácil envelhecer na cidade fria


Foto: Ricardo Carelli - Mãos que escrevem o futuro.


Foto: Ricardo Carelli - Olhos que escrevem o passado.

Polícia, bandido, a educação e a falta dela.

Estamos à beira de um penhasco e o vento é forte.

Para quem mora em alguma comunidade ( nome dado a favela para ficar mais humanizada ),  já não basta a chuva de balas perdidas, ou o sofrimento de viver na periferia de grandes cidades sem condições de transporte, saúde, segurança pública, ainda assim tem que agüentar os apagões elétricos e ficar horas a espera de uma condução pra voltar pra casa, já pela madrugada.

Não é só isso, ainda temos nossas  “Geisys”, maltratadas, estupradas, açoitadas e humilhadas por nossos tão bem educados alunos, filhinhos de papai, ou simplesmente medíocres moleques. Algumas têm a sorte de continuarem vivas e a media ouvir suas súplicas, outras “Marias da Penha” ainda podem reclamar, mas para outro tanto, não pequeno, melhor cabe o choro de quem fica, às vezes nem isso.

Viva a sociedade alternativa!

escola 10 km
Foto: Ricardo Carelli

 

O verdadeiro apagão, parece, está na cabeça de todos, que vão esquecer o “UNItaliBAN”, o “Crime da Mala”, “Os pedófilos de plantão”, os “Nardoni’s”, “Marcola’s” e Cuecas cheias de dólares. Este apagão está dentro de todos nós, não duvide.

Mas existe esperança, fora a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Brasil? Quem sabe?

Será que ainda existem pessoas, resignadas à deriva desta sociedade podre, que ainda acreditam na educação, no carinho e na família ainda como o berço e o pilar da comunidade ( ai sim no sentido exato da palavra )?

Eu acho que sim……!

%d blogueiros gostam disto: